A Sexualidade Feminina e a Sua Autoestima Sexual

A Sexualidade Feminina e a Sua Autoestima Sexual

A sexualidade varia entre as culturas e regiões do mundo e tem mudado continuamente ao longo da história, e isto aplica-se igualmente à sexualidade feminina. 

Última atualização: 27 de dezembro de 2023
Top 7 Melhores Pílulas Potenciadoras de Ereção e Comprimidos de Aumento Peniano
POWER CAVALO CAPS DOBRO PROMO - Compre 1 leve 2 POTES

Os aspectos da sexualidade feminina incluem questões sobre sexo biológico, imagem corporal, autoestima, personalidade, orientação sexual, valores e atitudes, papéis de gênero, relacionamentos, opções de atividades e comunicação.

10 fatos interessantes sobre ela

Abaixo estão alguns fatos fascinantes sobre a composição neuroquímica das mulheres e como isso afeta seu comportamento. Aqui estão algumas das pepitas interessantes:

  1. A constituição neuroquímica das mulheres determina se elas serão fiéis ou não. Existe um gene que codifica um tipo específico de receptor de vasopressina no cérebro, que possui dezessete comprimentos diferentes. Os machos com a maior variação genética são os parceiros mais confiáveis ​​e confiáveis. Portanto, este é o único tamanho que importa quando se procura um companheiro de longo prazo.
  2. O cérebro feminino é a configuração padrão da natureza. Desde a concepção até oito semanas, o cérebro fetal possui os circuitos do cérebro feminino. Depois de oito semanas, um enorme aumento de testosterona torna esse cérebro unissex masculino, matando algumas células nos centros de comunicação e aumentando as áreas dedicadas ao sexo e à agressão.
  3. As mulheres não são mais propensas à fidelidade do que os homens. As mulheres estão inconscientemente procurando homens com os melhores genes para gerar seus filhos. Características simétricas são um sinal de bons genes e, portanto, as mulheres são atraídas por homens com estruturas mais simétricas. Quando uma mulher é solteira, ela procura homens que possam ajudá-la a criar e proteger sua família. Uma vez estabelecido o lar, persiste a necessidade biológica de se esgueirar por homens que tenham os melhores genes.
  4. As mamães se “apaixonam” por seus bebês. É um facto que o carinho e a amamentação que uma mãe experimenta com o seu filho libertam explosões de dopamina, a substância química da recompensa e do prazer, tal como acontece no amor romântico.
  5. Sem pés frios. Para que uma mulher tenha orgasmo durante o sexo, sua amígdala, o centro do medo e da ansiedade, deve ser desligada. As mulheres precisam estar confortáveis ​​e ter os pés aquecidos antes de sentirem vontade de fazer sexo.
  6. A mudança da intensidade vertiginosa do romance para um estado de relacionamento de longo prazo mais calmo e menos apaixonado é a maneira natural de diminuir o foco de um casal um no outro para que possam cuidar de um novo filho.
  7. O cérebro feminino é muito mais hábil na leitura de expressões emocionais faciais e verbais sutis. Os homens, por outro lado, não conseguem ler as emoções – só quando veem lágrimas reais é que percebem que algo está errado. É por isso que as mulheres evoluíram para chorar quatro vezes mais do que os homens para sinalizar uma angústia que os homens não podem ignorar.
  8. O amor dói – literalmente. A rejeição romântica aciona os mesmos circuitos no cérebro que a dor física.
  9. A menopausa é o resultado da desconexão do “cérebro da mamãe”. Por volta dos quarenta e três anos de idade, o cérebro feminino muda para se tornar menos sensível ao estrogénio e à oxitocina, os produtos neuroquímicos “de cuidado”, e as mulheres estão menos inclinadas a nutrir, conectar-se ou estabelecer conexões como faziam nos anos anteriores. Esse tipo de mudança geralmente confunde todos ao seu redor.
  10. As mulheres têm apenas metade da probabilidade de serem gays do que os homens. Estima-se que 5 a 10 por cento da população feminina tenha atração pelo mesmo sexo, mas o cérebro feminino tem apenas metade da probabilidade de estar preparado para a atração pelo mesmo sexo que o cérebro masculino.

Sua autoestima sexual

Para os homens, as mulheres ficam gostosas quando se sentem menos sexy. Vocês são caras maravilhosos e consistentes e nunca deixaram de pensar que as mulheres são realmente sexy quando sentem que ela não é.

Para ele, a mulher continua sexy mesmo quando o cabelo já está bagunçado ou mesmo quando se sente péssima com o rímel espalhado pelos olhos. Que ironia de como você define sexy! Mas essa coisa simples é para ela um impulsionador do ego e aumenta sua auto-estima sexual.

Então, como um amante habilidoso faz com que sua garota saia do banco, volte ao jogo e aumente sua auto-estima sexual?

Faça acontecer

  • Passo 1. Invista no seu prazer. Aprenda sobre seus corpos. Conheça o seu caminho para que para ela seja sempre uma experiência divertida, algo pela qual ansiar novamente.
  • Etapa 2: saiba com o que você está lidando. As mulheres têm vergonha de comunicar o que desejam ao parceiro. As mulheres não só levam anos para descobrir o que é preciso para se sentirem bem, mas também para desenvolverem confiança para estarem abertas ao parceiro. Seja sensível, ajude-a a se abrir com você.
  • Etapa 3: ajude-a a se sentir confortável. Na fase inicial da maioria dos relacionamentos, as mulheres ficam nervosas com seus corpos. Eles estão aprendendo a confiar em você, dê-lhes tempo para se adaptarem a você como seu novo parceiro. Nesta fase, é menos provável que tenham atingido o orgasmo.
  • Etapa 4: seja paciente. Tenha em mente que o homem médio leva cerca de três minutos para ter um orgasmo, enquanto as mulheres levam cerca de 20 minutos de estimulação direta do clitóris para fazê-lo. Seja atencioso, não deixe que ela sinta a pressão de atingir o orgasmo do jeito que você faz. Isso não significa que ela não virá, ela não está no jogo.

Vocês adoram quando vêem seu parceiro excitado e pensando que você é a fonte de prazer dele. Deixe sua parceira sentir que você gosta de dar-lhe prazer oral, mesmo que demore mais. Deixe-a sentir que sua vulva é sua característica mais atraente. Ajude-a a ter um elevado senso de auto-estima genital. Deixe-a saber o quanto você adora o corpo dela, até o gosto, o cheiro e os movimentos dele. Isso a ajudará a começar a se soltar e a sair da cabeça e voltar ao corpo e sua auto-estima sexual aumentará.

No final das contas, você pode ajudá-la a elevar sua autoestima sexual ao máximo, para que ela possa relaxar e se divertir um pouco mais.